Eficiência dos Tratamentos Fisioterapêuticos para a Diástase do Músculo Reto Abdominal no Puerpério: Uma Revisão Integrativa

Autores

  • Larissa Maria Ferreira Coitinho
  • Paula Fernanda de Lacerda Rocha
  • Cristina Katya Torres Teixeira Mendes
  • Thais Josy Castro Freire De Assis

Resumo

Introdução: A definição de diástase é o afastamento dos músculos retos abdominais na linha média, a linha alba. Qualquer separação mais larga do que 2 cm ou dois dedos é considerada relevante. Esta condição é percebida normalmente no terceiro trimestre de gestação ou no puerpério imediato. A intervenção fisioterapêutica é uma ferramenta importante tanto na prevenção quanto no tratamento da DMRA, podendo ser realizada nos períodos pré e pós-parto. Objetivo:Verificar a eficiência dos tratamentos fisioterapêuticos na reabilitação da diástase do músculo reto abdominal (DMRA) no puerpério. Metodologia: Foi realizado um levantamento bibliográfico nas bases de dados Google Scholar e SciELO (Scientific Electronic Library Online), entre os anos de 2008 a 2018. Resultado: Inicialmente foram encontrados 135 artigos. Após leitura de títulos, resumos, palavras-chave e classificação pelos critérios de inclusão foram selecionados 5 artigos. Conclusão: Foi possível observar que as ações desenvolvidas no tratamento da DMRA vêm apresentando bons resultados e demonstram assim a importância da fisioterapia na atenção à puérpera, o que contribui para a difusão do campo da fisioterapia na saúde da mulher.

Publicado

2019-09-11

Edição

Seção

Dossiê