Inovação no Ensino de História da Arquitetura:

A Experiência da Imersão em Realidade Virtual

Autores

  • Letícia Pacheco dos Passos Claro Faculdade Anhanguera

Palavras-chave:

metodologia ativa, realidade virtual, arquitetura e urbanismo, ensino democrático

Resumo

O ensino autoritário da teoria arquitetônica que vê o aluno como mero receptáculo de informações se mostra incongruente com as transformações e exigências do mundo globalizante. Esse tipo de ensino afasta cada vez mais o aluno do conteúdo teórico, criando um grande abismo entre a teoria e a prática projetual na faculdade de arquitetura. Há a necessidade de explorar metodologias ativas, que colocam o aluno como sujeito da ação, empoderado, engajado e fazendo dele corresponsável pelo seu aprendizado. Essas metodologias podem e devem se apropriar de novas tecnologias que potencializam o ensino e aproximam, cada vez mais, o aluno do conteúdo. A tecnologia imersiva de realidade virtual é um exemplo que permite a imersão em diferentes lugares, arquiteturas e ambientes, que permitem a observação, a fixação do conteúdo e o aprendizado na prática, democratizando o acesso à informação e a experiência prática e espacial na arquitetura e urbanismo. Essa pesquisa explora a tecnologia de imersão como possibilidade de engajamento e empoderamento do aluno em sala de aula, contribuindo para a experimentação e associação da teoria à prática por meio da mudança de ótica verticalizada da sala de aula tradicional, para uma ótica horizontalizada, que coloca o aluno como sujeito da ação.

Publicado

2020-02-13

Edição

Seção

Dossiê